sábado, 18 de abril de 2009

Últimos eclipses vistos no Brasil


ECLIPSE LUNAR – O último eclipse total da lua avistado no Brasil ocorreu no dia 20 de fevereiro de 2008 e pôde ser visto em todo país. Foi o último fenômeno do gênero a ser observado até então, pois o próximo só deve ocorrer em 25 de maio de 2013, mesmo assim, de forma parcial. Um Eclipse lunar ocorre quando a Lua penetra totalmente ou parcialmente o cone de sombra projetado pela Terra, em geral sendo visível a olho nu. Isto ocorre sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento, estando a Terra no meio destes outros dois corpos. O eclipse  (fase penumbral) teve início às 21h35min do dia 20 e só foi terminar às 03h17min do dia 21. A sua totalidade ocorreu da meia-noite do dia 20 até 00h52min do dia 21.

No Estado do Rio de Janeiro, a ocorrência de muitas nuvens nesse dia ofuscou o eclipse lunar, prejudicando sua total observação. Mas, na capital do estado, o tão aguardado eclipse total da Lua acabou atraindo muita gente ao locais de observação e nem mesmo o tempo parcialmente nublado na noite de quarta-feira (20) tirou a animação dos cariocas que visitaram o Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast), em São Cristóvão, na Zona Norte da cidade. Com uma programação variada, o Mast preparou um evento especial para festejar o primeiro fenômeno lunar de 2008. Mesmo sem poder admirar a Lua coberta pela sombra da Terra, cerca de 200 visitantes acompanharam palestras, exibição de vídeos, show de música e a observação de estrelas e planetas através do telescópio.

O evento começou por volta das 17h30 e muita gente ainda pôde admirar a Lua antes do eclipse, quando o céu ainda estava limpo. A balconista Cláudia Lemos, de 40 anos, o marido, Renato, de 40, e a filha, Lorena, de 5 anos, apreciaram juntos a noite carioca. Para Cláudia, essa foi uma grande oportunidade para conhecer e aprender sobre o universo. “Nós recebemos um convite para estar aqui e vivenciar este momento único em nossas vidas. Antes das nuvens, pudemos ver Saturno, as estrelas e a Lua, com a sua face exuberante. É a sensação de saber que Deus existe”, disse a mãe emocionada.

Planetas e galáxias chamaram a atenção das crianças no evento – De acordo com os organizadores, o evento visava proporcionar ao público a oportunidade de admirar o eclipse total, u, fenômeno natural que, em condições iguais, só deve acontecer novamente em abril de 2015.  “A idéia era aproveitar esse dia para atrair pessoas e divulgar a astronomia. É uma boa oportunidade para o visitante associar um aprendizado com o entretenimento”, declarou Douglas Falcão, coordenador de educação e ciência do Mast.

Viagem pelo espaço – Na parte externa do museu, o público presente ainda teve a oportunidade de ver e conhecer galáxias, estrelas e fenômenos estudados pela astronomia. Um funcionário especializado conduziu os visitantes entre os grandes telescópios e esclareceu dúvidas. “É sempre bonito ver as galáxias e os planetas de perto. Aprendi muito com as palestras e estava muito ansiosa para participar das oficinas. A parte que eu mais gostei foi de admirar a Lua através do telescópio. Foi fascinante”, contou a funcionária pública Viviane Mota, de 29 anos.

O eclipse da Lua pôde ser observado de todo o território nacional e começou às 21h35 (horário de Brasília). Sua fase total ocorreu no primeiro minuto da quinta-feira (21), às 00h01. A observação do céu no Mast acontece semanalmente, mas para a noite do eclipse foram preparadas atividades especiais. Uma delas foi a oficina “Eclipse em Dobradura”, que explicou o fenômeno através de dobras em papéis.

Eclipses lunares deste ano – Segundo especialistas, no dia 16 de agosto, haverá um outro eclipse lunar visível de boa parte do Brasil, mas o fenômeno será apenas parcial. Dos quatro eclipses que ocorrerão em 2009, nenhum será favorável ao país.

ECLIPSE SOLAR – O último eclipse solar visto no Brasil aconteceu numa terça-feira, dia 11 de setembro de 2007, quando grande parte da América do Sul pôde acompanhar o segundo eclipse solar parcial do ano. No Brasil, o fenômeno só não foi visível em parte das regiões Norte e Nordeste. Conforme observou o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o eclipse teve início por volta das 7h36min e atingiu seu ponto máximo às 8h45 (horário de Brasília), dependendo da região.

Em São Paulo, o fenômeno começou por volta das 7h39min, atingindo seu máximo às 8h35min, com 17,2% da área total do Sol encoberta pela Lua. No Rio de Janeiro, o fenômeno começou às 7h43min e levou 54 minutos para atingir o seu ponto máximo. Na capital fluminense a área do Sol encoberta foi menor, de 13, 5%. Porto Alegre, no Rio Grande do sul foi a capital brasileira mais privilegiada, com 29,9% do astro encoberto por volta das 8h45min.

Ocorrências – Eclipses solares acontecem cerca de duas vezes por ano e geralmente não podem ser observados por pessoas em todos os lugares da Terra. Os eclipses do Sol ocorrem quando a Lua (na fase nova) se coloca entre o Sol e a Terra, projetando sua sombra na superfície terrestre. O fenômeno pode ser parcial ou total. No território brasileiro, somente após 2020 teremos três eclipses anulares do sol (a Lua não cobre todo o Sol ficando um anel de luz sobrando ao redor da Lua).

Cuidados – Para observar o eclipse solar, é importante lembrar de não olhar diretamente para o Sol sem uma proteção adequada para os olhos. O fenômeno pode ser observado com segurança com filtros especializados ou óculos de soldador. Segundo o Inpe, filmes totalmente velados de raio-x, negativos totalmente velados, pedaços de insul-filme, vidros bem escurecidos, ou todo material translúcido bem escurecido também podem ser usados, apesar de não serem considerados totalmente seguros por especialistas. Também não é recomendado olhar o eclipse com óculos de sol. Se binóculos, lunetas e telescópios forem utilizados, eles devem estar equipados com filtros solares adequados. Caso contrário, as células dos olhos podem sofrer danos irreversíveis, podendo causar a cegueira. Isso acontece em função das contínuas ondas eletromagnéticas irradiadas pelo Sol.


Nenhum comentário:

Kzar Online - Notícias da última hora [Last News]

Loading...