sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Por que e para quê votar em dois senadores?

TSE complica o que já é difícil para grande parte dos brasileiros

Cesar Carvalho (Kzar)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) resolveu complicar ainda mais a eleição deste ano. Como se não bastasse ter que votar no Presidente da República e nos Deputados Estadual e Federal, ainda vamos ter que votar em dois senadores. Isto porque o mandato de senador tem duração de oito anos (um absurdo!). Mas como cada estado da federação tem três cadeiras no senado, é necessário renovar dois senadores numa eleição e um senador na outra. Vai daí que neste ano de 2010 é a vez de trocarmos dois senadores.

Mas, em vez do TSE eleger os dois mais votados, como nas eleições proporcionais (no caso dos deputados), optou por elegê-los como nas majoritárias, com votações independentes para cada uma das vagas. Com isso, complicou ainda mais a cabeça de grande parte dos eleitores, que sempre se “embanana” quando vai digitar tantos números na máquina de votação eletrônica. E tem mais, o eleitor “é obrigado” a votar em dois candidatos diferentes ao senado.

Se quiser dar seus dois votos para o mesmo candidato, o segundo voto é automaticamente anulado, sem dó nem piedade. Ou seja: ou votamos num candidato que não queremos ou somos obrigados a anular o voto ou votar em branco.

2 comentários:

cadu skins disse...

Caro Kzar, obrigado pelo esclarecimento, eu na minha ignorância política não sabia desta nova forma de escolha de Senadores, mas pergunto se me der a liberdade, pelo que entendi, antes da reforma, os partidos com maior expreção de votos assumia as três cadeiras destinadas aos senadores de determinado estado, agora a escolha estará em nossas mãos, três partidos diferentes podem assumir as vagas para o senado, é isso ou eu ompliquei mais ainda o já complicado?
parabéns pelas postagens de seu blog, sempre que posso acompanho suas postagens. attt. carlos eduardo

Cesar Carvalho (Kzar) disse...

Prezado Cadu, obrigado pelo comentário! Desculpe a demora em responder pois andei meio adoentado e um pouco afastado das atualizações do blog. Mas vamos à sua pergunta e a resposta: Você está certo. Como só pode haver um candidato ao Senado por partido em cada Estado, fica claro que as três vagas serão assumidas por partidos diferentes. Mas isso não justificou a necessidade de termos que votar de votar em dois senadores no primeiro turno.