segunda-feira, 15 de junho de 2009

A verdade sobre a Copa de 98...E como ficaremos em 2010?

Essa história eu já tinha ouvido, muita gente ouviu, mas será mesmo?

Como muita dúvida ainda paira no ar, resolvi postar aqui no blog esse intrigante assunto, para que o mesmo jamais possa ser esquecido. Se essa for a verdade, é realmente de dar nojo o ser humano! De como ele é capaz de manipular nos bastidores, visando interesses financeiros e subvertendo o que se trata apenas de um inocente gosto popular, em nome do dinheiro, muito dinheiro...

Será esta a verdade? Só o tempo dirá, se a ele for dada a palavra...

Talvez, isso explique a razão do jogador Leonardo ter declarado naquela época, a seguinte frase:
“Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas”.

Todos nós, brasileiros, ficamos chocados e tristes por termos perdido inexplicavelmente a Copa do Mundo de futebol em 1998, na França. Mas deveriam.
O que está exposto abaixo é a notícia divulgada em primeira mão e que foi motivo de investigação por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Américas (EUA) e o Gazzeta dello Sport (Itália) e deveria sair em toda mídia, mas as provas nunca foram colhidas e os fatos sequer confirmados. Os interesses comerciais e dinheiro envolvido falaram mais alto.
Porém, a explicação mais convincente é uma só: o Brasil VENDEU a copa do mundo para a Fifa. Os jogadores titulares Brasileiros foram avisados, às 13h00min do dia 12 de Julho (dia do jogo final), em uma reunião envolvendo o Sr. Ricardo Teixeira (na única vez que o presidente da CBF compareceu a uma preleção da seleção), o técnico Mário Zagallo, o Sr. Américo Faria, supervisor da seleção, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Nike. Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel. A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o pentacampeonato mundial por sediar a Copa do Mundo em 2014. A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$ 70 mil para cada jogador, mais um bônus de US$ 400 mil para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$ 23 milhões, pagamento feito através da empresa Nike. Além disso, os jogadores que aceitassem o contrato com a Nike nos próximos quatro anos teriam as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como o próprio Ronaldo, Raul da Espanha, Batistuta da Argentina e Roberto Carlos, também do Brasil. 
Mesmo assim, Ronaldo se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Zagallo a escalar o jogador Edmundo, dizendo que Ronaldo estava com problemas no joelho esquerdo (em primeira notícia divulgada às 13h30min no centro de imprensa e, logo depois, às 14h15min, alterando o prognóstico para problemas estomacais). A sua situação foi resolvida após o representante de a Nike ameaçar retirar seu patrocínio vitalício ao jogador, avaliado em mais de US$ 90 milhões ao longo de sua carreira. Assim, combinou-se que o Brasil seria derrotado durante o “Golden Goal” (prorrogação com morte súbita), porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que a França, que absolutamente não participou desta negociação, marcasse, em duas falhas simples do time brasileiro, os primeiros gols. 
O Sr. Joseph Blatter, novo presidente da Fifa, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe brasileira, uma vez que o campeonato mundial trouxe equilíbrio à França num momento das mais altas taxas de desemprego jamais registradas naquele país, que serão agravadas pela recente introdução do euro (moeda única européia) e o mercado comum europeu (ECC). Garantiu, também, ao Sr. Ricardo Teixeira, através de seu tio, o franco-brasileiro João Havelange, que o Brasil teria seu caminho facilitado para o pentacampeonato de 2002, o que de fato, acabou acontecendo.

Gunther Schweitzer
Central Globo de Jornalismo

"O primeiro sinal de corrupção em uma sociedade é quando os fins
justificam os meios." 
Georges Bernamos.

Copa de 2010, uma incógnita...

A matéria acima, escrita na época por Gunther Schweitzer, foi postada por ele em seu blog na internet, pedindo a quem pudesse, repassá-la para o maior número possível de pessoas, para que todos passassem conhecer a sujeira que ronda o futebol mundial. Mas as falcatruas não ficaram apenas na Copa de 98. Na Copa seguinte, de 2002, disputada na Coreia e no Japão, a Fifa e a Nike, mancomunadas, teriam cumprido a promessa e “facilitado as coisas” para o Brasil. Começando pelos anfitriões – Coreia e Japão – que por não terem tradição no futebol, não tinham cacife para “pleitear” a conquista da copa em casa, como foi o caso da França em 1998. Depois, os adversários considerados fortes candidatos ao título, como Argentina, Itália, Espanha, Inglaterra e a própria França, foram todos “ficando pelo caminho”. Quem sobrou para ir à final com o Brasil, foi a fortíssima Alemanha, país sede da copa seguinte, em 2006.
Com base no ocorrido em 98, chegou-se a comentar que a Fifa (e a Nike), também teria “negociado” com a Alemanha, para “facilitar” a conquista do campeonato pelo Brasil, em troca da realização da copa 2006.
Nessa copa também ocorreu um fato suspeitíssimo. Todos se recordam do episódio em que o jogador brasileiro Roberto Carlos, na disputa da quarta de final com a França – ela, de novo! – abaixou-se para “ajeitar a meia”, justo no momento em que a França cobrava um escanteio e Thiery Henry entrava livre, sem qualquer marcação, para marcar o gol que eliminou o Brasil. Muito suspeito, não? Pois é!
Agora, em 2010, a copa é a na África do Sul, outro país sem tradição no futebol, e a seguinte, em 2014, será no Brasil. Aquela que o Brasil teria trocado pela de 1998, lembram-se? Será que o Brasil irá “vender” a Copa de 2010, para “ganhar” a de 2014 em casa, diante de sua torcida. A negociação – ou leilão – já deve estar aberta. Quem dá mais? Cartas para a Fifa, a Nike ou a CBF.

4 comentários:

helio praxedes disse...

referente a copa do mundo de 1998, se e verdade ou nao, eu nao sei. porem, que recebi um e-mail em 2000, onde dizia essa historia e que o brasil ia ser campeao em 2002 e q a copa do mundo de 2014 ia ser no brasil.

ou e verdade essa historia ou... temos um vidente por ai!!!

Mateus Lobato disse...

Sabe como uma mentira dita muitas vezes se torna verdade ? Assim :
http://brasilisonline.vilabol.uol.com.br/boblioteca/historiasdobrasil/denuncia1.htm

gesse militao disse...

bom amigos jah ouvi um comentario que os ermanos levariam esta e a proxima sera da alamanha bem embixo de nossas barbas ,isto sim e que e poder de manipulação vamos esperar pra ver se a argentina for campea ,nao irei a nenhum jogo em nosso pais pois jah sabemos quem ira ganharou melhor para quem a nike ira dar o titulo mundial .....

chrislopez disse...

Todo mundo erra , Dunga tambem erra, ele é humano, chegamos até ai graças a força de vontade dele, e dos jogadores! Criticar o trabalho dele não adianta nada, isso não vai mudar, somos a melhor seleção, a única com 5 estrelas , quem joga na seleção são os melhores, temos o melhor goleiro do mundo, falhamos, isso acontece, mas ainda temos 2014 e outras copas, Brasil foi o único que participou de todas as Copas, devemos isso a todos os jogadores que passaram por essas copas, e todos os tecnicos, BRASIL sempre ♥

/Chris Lopez