segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Acreditem se quiser! A verdade sobre o Activia

Para leitura e conhecimento... na prática não precisamos de coisa nenhuma da Danone e de outras do gênero... leiam isto:

Afinal, o que é Activia? O que são os bacilos DanRegularis?

Bifidobacterium animalis é uma bactéria anaeróbica gran-positiva encontrada nos intestinos de animais de grande porte, inclusive humanos.

Qual seria então a fonte para se obter o famoso DanRegularis?

NÃO, você não está enganado. São as FEZES HUMANAS..., SIM, SIM E SIM! Mas o absurdo não para aí...

"Muitas empresas têm tentado registrar subespécies específicas como uma técnica de marketing, renomeando estas subespécies com rótulos pseudo-científicos."

A Danone (Dannon) protocolou como marca registrada, a cepa DN 173-010 e comercializa o organismo, nomeando-o de Bifidus Digestum (Reino Unido), Bifidus Regularis (EUA e México), Bifidubacterium Lactis ou B.L. Regularis (Canadá), DanRegularis (Brasil) e Bifidus Artiregularis (Argentina, Áustria, Bulgária, Chile, Alemanha, Itália, Irlanda,
Romênia, Rússia e Espanha).

Cientificamente, o nome correto desta cepa é Bifidobacterium animalis subsp. animalis, strain DN-173.010.

O motivo pelo qual a bebida láctea Activia ajuda na digestão é o simples fato de que a bactéria, adicionada pela Danone, pertence a uma cepa mais irritante para a mucosa intestinal, que ao entrar em contato ela, cuida de expelir o mais rapidamente possível o material fecal.

Sejamos honestos. É saudável, a longo prazo, acostumar o sistema digestivo (ou mais modernamente, sistema digestório) humano a somente funcionar pela introdução de um material irritante/estimulante? Isso não seria viciar o organismo? Não seria mais coerente consumir mais fibras e menos pão branco, o verdadeiro culpado pelos problemas intestinais?

Alimento probiótico, eles dizem... Até quando vamos ser ingênuos (ou seria mais correto otários) de acreditar cegamente em propagandas e em campanhas de marketing?

A bebida láctea contendo Bifidobacterium animalis sp vem sendo comercializada pela Danone pelo mundo afora desde 1990, mas somente no Brasil tiveram a coragem de colocar o nome da marca Danone (DanRegularis) no nome científico registrado.

Mas, sinceramente, prefira verduras em vez de leite de bosta doce.


EM OUTRAS PALAVRAS, ESSA TAL DE BEBIDA LÁCTEA TEM MERDA, MESMO!

Marília C. Duarte
(Nutricionista)
São Paulo – SP.

Colaboração: Monica Knupp (Teresópolis - RJ).

Believe it or not! The Truth About Activia

Reading and knowledge ... in practice we do not need anything from Danone or similar ... read this:

After all, what is Activia?
What are the bacilli DanRegularis?

Bifidobacterium animalis is an anaerobic bacteria gran -positive found in the intestines of big animals, including humans.

Then, what is the source for obtaining the famous DanRegularis?

NO, you're not wrong. It's human feces ... YES, YES AND YES! But the absurdity does not stop here ...
" Many companies have tried to register specific subspecies as a marketing technique, renaming them with pseudo-scientific labels."

Danone (Dannon) filed as a trademark, the strain DN 173-010 and markets the bacterium, naming it with Bifidus Digestum (UK), Bifidus regularis (
U.S. and Mexico) or Bifidubacterium Lactis BL regularis (Canada), DanRegularis ( Brazil) and Bifidus Artiregularis (Argentina, Austria, Bulgaria, Chile, Germany, Italy, Ireland, Romania, Russia and Spain).

Scientifically, the correct name of this strain is Bifidobacterium animalis subsp. animalis, strain DN-173-010.

The reason to milky drink Activia helps in digestion is the simple fact that bacteria, added by Danone, belongs to a strain that is more irritating to the intestinal mucosa, which on contact with her, try to expel the fecal material as as possible..

Let's be honest. It would be healthy to the human digestive system work only with the introduction of a material irritant / stimulant? That would not vitiate the body? It would be more consistent consume more fiber and less white bread, the real culprit for intestinal problems?

Probiotic food, they say ... How long will we be naives (or would be more correct, assholes) to believe blindly in advertising and marketing campaigns?

The milky drink containing Bifidobacterium animalis sp has been commercialized by Danone around the world since 1990, but only in
Brazil, they had the courage to put on the brand name Danone (DanRegularis) the scientific name registered.

But, honestly, prefer vegetables instead of sweet milk of crap.

IN OTHER WORDS, THAT MILKY DRINK MILK HAS HUMAN EXCREMENTS IN ITS COMPOSITION, OF COURSE!

Marília C. Duarte
(Nutritionist)
Sao Paulo - SP.

Collaboration: Monica Knupp (Teresopolis, Rio).

3 comentários:

RAQUEL disse...

Esse é só mais falso email circulando pela internet. Intriga da oposição! NÃO ACREDITEM EM TUDO QUE CIRCULA PELA INTERNET!

Veja abaixo uma carta publicada pela Danone sobre esse email dessa nutricionista e também alguns estudo científicos sobre os microorganismos contidos no ACTIVIA:

“Meu nome é Aline Almeida, trabalho em uma agência de relações públicas, a Ketchum Estratégia, e faço assessoria da Danone.
Nos últimos dias, percebemos que alguns fóruns e blogs, reproduziram textos sobre o iogurte Activia da Danone e sobre o bacilo DanRegularis. Gostaríamos de esclarecer algumas informações que estão sendo incorretamente publicadas: o DanRegularis é o nome comercial do bacilo, exclusivo da Danone, registrado com nome científico Bifidobacterium animalis, cepa DN 173 010, no Instituto Pasteur, em Paris e não faz parte da flora intestinal nativa de humanos. Esse gênero de bactéria não apresenta nenhuma característica que irrite ou agrida a mucosa intestinal.
Percebemos também nos textos divulgados que algumas informações ligadas à origem e ação desta bactéria são incorretas e, queremos explicar o porquê:

• O Bifidobacterium animalis DN 173-010 não faz parte da flora intestinal nativa de humanos, não compõem suas fezes e, desta forma, não poderia ter sido isolada deste material.
• A Danone esclarece que a bactéria Bifidobacterium animalis DN 173-010, conhecida como probiótico DanRegularis, é obtida da replicação em meio de cultura estéril, da mesma forma que outros fermentos utilizados em iogurtes, queijos e pães. A bactéria está depositada na coleção de probióticos do Instituto Pasteur, em Paris, sob o número de registro I – 2494. Desta forma, o probiótico que Activia contém é uma replicação dessa bactéria.
• Outra afirmação que esclarecemos é a de que o probiótico DanRegularis não tem efeito laxante, ao contrário do que afirma o texto. O produto não provoca irritação na mucosa do intestino e não tem efeito diarréico, como os laxantes. O efeito do probiótico DanRegularis consiste em aumentar a produção de ácidos graxos de cadeia curta, abaixando assim o PH intraluminal, estimulando o peristaltismo, que são os movimentos musculares que movem o bolo alimentar pelo trato digestivo.
• O iogurte Activia é registrado no Ministério da Agricultura e possui diversos estudos clínicos, realizados pelo departamento de pesquisas da Danone e por diversas universidades do mundo, publicados nas mais reconhecidas revistas científicas, comprovando o benefício do produto.
• O iogurte Activia está presente em mais de 40 países e, aqui no Brasil, está presente desde janeiro de 2004. A empresa, líder mundial de produtos lácteos frescos e água mineral, presente em mais de 120 países, é comprometida em levar saúde e nutrição aos seus consumidores e o iogurte Activia é um exemplo disso.

Por todas essas razões, pedimos que os fatos aqui colocados também sejam considerados em seu veículo.

Obrigada pela atenção e, se tiver qualquer dúvida, por favor, entre em contato. Meu email é aline.almeida@ketchum.com.br .

Um abraço
Aline”

Mas você ainda não está convencido?

Leia sobre pesquisas feitas na USP
http://www.usp.br/agen/bols/2005/rede1704.htm#primdestaq

FAPESP (Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo)
http://www.agencia.fapesp.br/materia/4353/noticias/a-microbiota-intestinal-agradece.htm

Cesar Carvalho (Kzar) disse...

Salve, salve, amigos e amigas deste meu singelo blog... Tudo que é proveneniente dos Estados Unidos, Europa e convenientemente despejado aqui, eu desconfio... Não estou aqui para atacar nem defender ninguém, mas todo boato tem um fundo de verdade e o Brasil já demostrou muitas vezes ser "quintal dos Estados Unidos". Veja este post tirado do blog "Veja o que eu vi" e tirem suas próprias conclusões:

"Não conheço a assinante deste texto, mas não poderia deixar passar em branco. Sou mestre em Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal pela UFMG e o tema de minha pesquisa foi exatamente esse - OS PROBIÓTICOS. Probióticos são microrganismos benéficos a saúde humana. E uma das espécies mais importantes são as Bifidobactérias.

Quando nascemos, nosso intestino não possui nenhum tipo de microrganismos e as primeiras a colonizarem nosso intestino são as bifidobactérias. Ao colonizar nosso trato intestinal impedem que microrganismos patogênicos se fixem a mucosa intestinal, produzem substâncias que estimulam o peristaltismo, produzem substâncias "antibióticas" combatendo os microrganismos indesejáveis, estimulam o sistema imunológico, previnem câncer, etc.

Inclusive o principal nutriente das bifidobactérias são açúcares (Prébioticos) presentes no leite materno. Já existem diversos trabalhos científicos que comprovam os efeitos benéficos das bactérias probióticas.

Entretanto, para que consigam chegar ao intestino é necessário que sobrevivam ao suco gástrico e aos sais biliares. E existe um consenso de que se a bactéria for isolada da própria espécie a que se destina, a chance dela ser resistente e colonizar o intestino será maior.

No Brasil, já foram desenvolvidas diversas pesquisas e com o isolamento de microrganismos de humanos e de animais. Na área de veterinária, o uso de probióticos na criação de aves, suínos, bezerros diminui ou substitui o uso de antibióticos e melhora o desenvolvimento animal.

Sendo assim, a PRO BIOTICO significa a favor da vida. E, ainda bem que nosso intestino está repleto deles. O nome que damos a eles é MICROBIOTA intestinal. Uma microbiota equilibrada (ecossistema) é nossa primeira defesa contra microrganismos patogênicos. Quando ingerimos um alimento com bactéria patogênica é preciso que ela rompa esse equilibrio e colonize a mucosa intestinal.

Não posso falar da eficiência do Activia, pois não o testei. Mas quanto aos probióticos sou uma defensora. E no Brasil isso ainda é novidade. E na Europa e no Japão já existem até balas e sorvetes com probióticos. Além de diversas pesquisas e trabalhos comprovando a sua eficiência.

E não tenha receio de estar comendo cocô. O fermento (bactérias) utilizado na fabricação do iogurte são preparados de forma que só as bactérias são adicionadas ao produto. É mais seguro e higiênico que nossa própria boca.

Abraço,

Tânia Resende Garcia
Médica VeterináriaMestre em tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal - UFMG
29/09/09 21:53"

**********
Agora eu:

As bactérias você já tem. Se não tiver reponha, se for de seu agrado. Continue bebendo água, ingerindo fibras, legumes, frutas e deixe de lado o pão branco, refrigerantes, muita carne vermelha. Ouça seu médico.

Repito, porque é um direito meu: nunca mais vou conseguir ingerir esse negócio, sem lembrar de seu linck escatológico, não importa o quanto foi lavado e isolado.
Salve, salve!

Wendy Sasahara disse...

E essa Marília nem colocou o número do CRN (Conselho Regional de Nutrição) em jogo. Talvez ela nem existe.